Amaxofobia é coisa séria: 5 perguntas para entender e combater essa fobia

Por medo de dirigir Comente!
Amaxofobia

O termo amaxofobia pode não ser tão comum, mas muitas pessoas sofrem com esse dilema. Entenda o conceito e tudo mais que envolve o medo excessivo de dirigir.

Dirigir pode parecer um hábito comum e até automático para muitas pessoas, mas, na prática não é bem assim.

Basta você conversar com um amigo, colega de trabalho ou vizinho para perceber que são muitas as pessoas que sentem um medo enorme de conduzir um veículo automotor.

Nessa situação, não é raro encontrar pessoas habilitadas, mas que usam a CNH apenas como documento de identificação. De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Trânsito (ABRAMET) a cada 10 pessoas quem têm medo de dirigir, pelo menos oito já tem CNH.

Todos essas dificuldades são sintomas de quem sobre de Amaxofobia. Um termo muitas vezes desconhecido, mas bastante frequente nos dias de hoje.

E foi pensando em esclarecê-lo que criamos o artigo de hoje. Neste post você vai entender, com base nas perguntas mais comuns, quais são os sintomas, as consequências e onde buscar tratamento para essa fobia. Vamos lá?

1. O que se passa em uma mente amaxofóbica?

Quando a pessoa sofre de Amaxofobia, um dos sentimentos mais latentes é o de impossibilidade, de decepção consigo mesmo. Dirigir parece tão fácil pra todo mundo, mas não para a pessoa que vive esse conflito.

Nesses momentos, ela permite que sua mente seja tomada por sentimentos negativos. O que tem uma influência direta sobre como o corpo dela reage a tal situação.

Ao afirmar que não vai conseguir, que algo de ruim vai acontecer e outras frases negativas, seu corpo se prepara para viver tal situação – mesmo que ela não seja real – e então começam os tremores, o suor excessivo e muitos outros sintomas comuns para quem vive uma situação de medo intenso.

2. Quais são os sentimentos que caracterizam a Amaxofobia?

Em muitos casos, os sintomas da Amaxofobia se confundem com uma espécie de insegurança, que vai desaparecer com a prática da direção. No entanto, o sentimento requer mais cuidado e atenção.

Pessoas que sofrem de Amaxofobia desenvolvem sintomas diversos e podem vir acompanhados de outros transtornos, como o TOC e outras fobias.

Entre os sintomas físicos mais comuns estão boca seca, sudorese, tensão muscular, dores de cabeça, formigamento, vertigens, tremores e aceleração cardíaca diante da situação de encarar a direção, ou mesmo quando estão na posição de passageiros.

3. Quais são as consequências desse medo de dirigir?

O ato de dirigir pode influenciar a vida de uma pessoa consideravelmente. E quando usufruir desse benefício não é algo possível ele traz consequências drásticas para a auto-estima e a autoconfiança de um indivíduo.

Em muitos casos a pessoa abre mão de uma vida autônoma e de viver as comodidades que um automóvel poderia lhe trazer, e passa a ser totalmente dependente de familiares e de outras pessoas do seu convívio.

4. Quando é necessário buscar tratamento?

O medo é uma situação natural do ser humano, mas, quando ele começa a incomodar ou interferir de alguma maneira no cotidiano da pessoa é importante buscar ajuda.

Quem sofre de Amaxofobia pode ver sua vida estagnada por conta dessa síndrome. Afinal, pessoas com medo excessivo tendem a esquivar-se de tais situações, a ponto de sentir-se paralisadas.

No entanto, independente do grau dessa fobia é importante buscar orientação e tratamento. Até porque, um medo natural, quando não administrado, pode se tornar uma fobia.

5. Quais os caminhos para vencer essa fobia?

O primeiro passo para enfrentar a Amaxofobia é entender que o medo de dirigir não é uma frescura, mas sim uma síndrome que exige tratamento. E é só enfrentando o medo que a fobia poderá ser superada.

Para isso, é preciso acreditar em si mesmo e, com a orientação de especialistas, trabalhar aspectos emocionais e práticos para que aos poucos o ato de dirigir seja encarado com naturalidade. O processo é gradual é verdade, mas nem sempre o caminho é longo. Em alguns casos, em questão de semanas, a pessoa já se sente apta a assumir a direção. Assim, está pronta para viver uma vida mais independente e feliz.

Se você gostou do assunto e deseja conhecer mais sobre as fobias relacionadas ao trânsito e a Amaxofobia, não deixe de acompanhar o Blog da Psicotrânsito. Nos vemos por lá!

Perder medo de dirigir

Tagged under:

1 Comentário

Dê sua opinião!