Os efeitos da música no trânsito: como ela mexe com os condutores

Por Tratamento profissional Comente!
os efeitos da música

Dependendo da intensidade e do estilo escolhido a música pode ajudar o motorista a enfrentar o trânsito ou trazer consequências negativas para ele.

Ao entrar o carro, ligar o som é uma ação quase que automática, e a gente faz isso sem perceber. Mas, você conhece os efeitos da música para quem está dirigindo?

É um pouco mais sobre essa combinação que vamos tratar no artigo de hoje.

Então, continue a leitura e descubra com a gente porque as melodias têm tanta influência na nossas emoções, quais são os perigos e benefícios delas no trânsito.

Ouvir música no carro afeta o humor dos motoristas

Mesmo sem nos darmos conta, a música é capaz de mexer com o nosso humor enquanto estamos dirigindo.

Esse é o resultado de uma pesquisa realizada entre a Universidade de Nova York, a FORD e o aplicativo de música SPOTIFY.

Nessa pesquisa, os cientistas identificaram duas características-chaves que influenciam no humor: a energia, que está relacionada a batida e tempo do som e a valência, que está na sua profundidade, emoção e sentimento.

Unidos, esses fatores são capazes de elevar o humor, tanto de motoristas quanto passageiros, tornando qualquer viagem menos monótona.

Som alto pode aumentar o risco de acidentes

Agora, para usufruir dos benefícios gerados pelos efeitos da música, é preciso equacionar o volume do som às nossas escolhas.

Isso, porque as consequências podem ser também negativas, caso a música ouvida no carro for alta demais. Ao fazer isso o condutor pode ficar mais vulnerável a acidentes. Sem contar nos efeitos nocivos que essa atitude pode trazer aos ouvidos, causando problemas precoces de audição.

Segundo pesquisas, isso acontece porque a música, em ritmo mais rápido e elevado, faz com que as pessoas fiquem mais propensas a assumir riscos enquanto dirigem.

Além disso, embalados por essa batida, os motoristas tendem a se distrair mais facilmente, podendo perder o foco na via. O que pode trazer efeitos trágicos para condutores, passageiros e demais agentes que compartilham desse mesmo espaço.

Qual a playlist ideal para se ouvir enquanto dirigimos?

Para além das pesquisas já citadas, diferentes estudos mostram que entre as várias formas que temos para reduzir os níveis de estresse – inclusive no trânsito – a música é um dos caminhos mais simples e acessíveis.

Está comprovado que ela tem efeito relaxante, especialmente se for lenta e clássica.

No carro, se forem reflexivas e melancólicas, os efeitos da música prometem ser ainda mais positivos. E funcionam mais ainda no período da manhã, onde são capazes de gerar a energia que precisamos, mantendo seus efeitos por aproximadamente duas horas.

O estudo que citamos no início do artigo, gerou uma coletânea de 25 canções. Todas elas prometem tornar a condução mais prazerosa e deixar os motoristas mais felizes. No SpotiFy ela pode ser conferida pelo nome de “‘Science of sound’ (Ciência do som).”

Outro estudo realizado também chegou a conclusão de que a música ideal – mais precisamente a música “Weightless” composta com a ajuda de Lyz Cooper- é capaz de reduzir em até 65% o nível de ansiedade.

Essa mágica sonora acontece porque a música em questão consegue se igualar aos nossos batimentos cardíacos, reduzindo o estresse e a ansiedade.

No entanto, segundo o mesmo estudo, outros artistas também são capazes de gerar efeitos semelhantes, tais como Enya, Coldplay, Adele e Mozart.

Para além desses efeitos, seja aonde você estiver ouvindo, a música estimula a criatividade e a imaginação. Ainda, aumenta a autoestima, reduz dores crônicas e melhora o nosso humor. Ou seja: todos bons motivos para você dar o play agora mesmo!

Então, gostou de conhecer os efeitos da música no trânsito? Conhecendo-os, redobre a sua atenção na via para usufruir das melodias de forma positiva. Aproveite também para compartilhar com a gente a sua seleção favorita!

Tagged under:

1 Comentário

Dê sua opinião!